Viver a vida que eu quero

É pensar: Domingo, que beleza! Um dia como outro qualquer.

Ter mais momentos com emoções de alegria do que com tristeza ou raiva.

Mas, quando essas emoções acima surgirem, que durem tempo o suficiente para te trazer uma nova descoberta sobre si mesmo.

Fazer do trabalho um passatempo, que passe o tempo como as outras atividades do dia, que não seja apenas ele, único, ou como motivo para fugir de algo.

Dançar na frente do espelho, sem um motivo qualquer.

Cantar três vezes a mesma música.

Deixar o silêncio entrar e falar, não ter medo dele, logo não precisar fazer mil coisas ao mesmo tempo.

Conexões sinceras, que acrescentam, trocam e ensinam.

Estar pertinho de quem eu amo.

Criar, concretizar e realizar cada coisa no seu tempo, na sua vez.

Tomar cafés gostosos e demorados, vinhos de qualidade e petiscos à vontade!