Não há tempo para nada que não seja essencial!

Não há tempo para nada que não seja essencial! Oliver Sacks.


O que você está fazendo com o seu tempo? Quais prioridades tem colocado em sua vida? Tem se dedicado para aquilo que realmente é essencial?


Na minha trajetória profissional conheci e conheço pessoas que:

Tudo idealizam e nada realizam, mesmo assim nunca tem tempo para nada. Ficam horas, semanas ou meses tentando colocar algo em prática e nada saí, são muitas ideias, mas a maioria delas se perde em meio uma grande confusão interna.


Pessoas que fazem muitas coisas, o tempo todo. Não param e parecem não cansar, mas acabam perdendo coisas pela falta de planejamento ou agindo em desacordo ao que querem, provavelmente pela impaciência, por não conseguir esperar amadurecer uma ideia.


Também conheci algumas pessoas que queriam fazer tudo, acumulavam várias atividades, cargos e projetos, mas no fim das contas não faziam nada bem feito e deixavam coisas incompletas e inacabadas em tudo que assumiam.


O fato é que: Quando tudo acima é extremo, existe um sofrimento interno e externo. Outro fato é que: você não precisa deixar nada chegar ao extremo!

Acredito que em momentos da vida precisamos parar, conscientizar, filtrar, organizar e agir.

Minha pergunta é: Você está satisfeito (a) com a forma que tem administrado seu tempo? Acha que poderia ser mais ou menos produtivo (a)? Seu dia, sua vida e suas atividades estão de acordo com sua essência?


Pare e pense!


Compartilhando a minha experiência e a de muita gente que me escolheu para ajudar a organizar a própria vida, eu chego à conclusão de que não nos falta tempo, falta saber priorizar aquilo que realmente importa. Falta eliminar quem e o que não está bom, dar menos ênfase, talvez!

Para hoje eu te deixo uma atividade bem simples:


Pegue um papel e uma caneta e escreva:


Gosto e faço: O que você gosta e tem feito? Escreva tudinho!

ex: atividade física...


Não gosto e faço: O que você não gosta e "tem que" fazer?

ex: arrumar a cama, acordar cedo...


Gosto e não faço: O que você gosta, mas não tem feito?

ex: passar mais tempo com a família...


Não gosto e não faço: O que você não gosta e costuma não fazer?

ex: me aproveitar das pessoas...


Instruções: Não existe limite de atividades e comportamentos para preencher.

Após concluído, faça uma análise e compare a quantidade de coisas :

  1. Quantas coisas você gosta e tem feito?
  2. Por que você não faz quase tudo que gosta?
  3. Por que faz tanta coisa que não gosta?
  4. O ideal é que: Gosto e faço esteja cheio de coisas sempre, no presente e no futuro.
  5. Escolha algo que colocou no Gosto e não faço e comprometa-se para fazer em uma semana.



Beijoka e até o próximo ensaio;-)