Mudança de carreira


Quantos de nós já não pensou em mudar de área, atividade ou profissão?


Esse pensamento pode vir em decorrência de muitos fatores:


·      Ter escolhido uma profissão muito cedo, sem maturidade suficiente para uma escolha tão importante;

·      Não ter feito algo que de fato gosta;

·      A escolha não ter sido bem uma escolha, mas uma das únicas opções ou ter ocorrido em decorrência de pressões familiares;

·      Você ter mergulhado em uma piscina de autoconhecimento e descobrir que deseja mudar de área ou profissão;

·      Estar querendo se dedicar a outros papéis como de mãe/pai e a atual profissão não permita;

·      Simplesmente querer mudar.


O mercado de trabalho e a sociedade como um todo têm mudado rapidamente. Diversas profissões em breve deixarão de existir e muitas outras são criadas dia a dia trazendo novas oportunidades. A ideia de que, ao optarmos por uma profissão estamos fazendo uma escolha para o resto da vida tem perdido força.  Cada vez mais pessoas estão descobrindo que não precisam passar a vida inteira fazendo sempre as mesmas atividades. Podemos mudar, cansar, ou nos redescobrirmos diferentes a cada ciclo, seja por passagem de idade ou acontecimentos pessoais e/ou profissionais.


Nosso processo de viver nos faz pensar, repensar e experimentar caminhos e situações diferentes que afetam o momento da vida presente. Com essa vontade de experimentar algo novo é natural que tenhamos uma ambiguidade de sentimentos, de um lado uma energia e empolgação por um novo conhecido (quem sabe o que deseja profissionalmente) ou ainda desconhecido (quem não sabe o que quer profissionalmente) e do outro lado um medo grande e até uma indisposição para começar do zero algo que muitas vezes nem sabemos o que é ou se vai dar certo.


O fato é que mudar de atividade profissional raramente significa iniciar algo do zero. Nossa carreira profissional é constituída por todo conhecimento, habilidades e atitudes que adquirimos ao longo da vida, independentemente da área em que estamos atuando. Você pode até não ter expertise ou conhecimento especifico sobre algo, mas sua carreira não é caracterizada apenas por essa condição.


Pare um momento, pense em tudo que você aprendeu com o mundo do trabalho em cada lugar por que passou, por cada atividade que experimentou, o quanto aprendeu com as pessoas, todas as suas experiências positivas ou negativas... não foi pouca coisa, certo? Mesmo quando trabalhou muito tempo em apenas um lugar ou se dedicou muitos anos para uma determinada profissão.


Resumindo, você não precisa fazer a vida inteira a mesma coisa e nem oferecer sempre os mesmos serviços profissionais. Sempre que pensar em mudar, mesmo não sabendo ainda o que deseja fazer, a não ser o fato de não querer mais o que faz no presente, lembre-se: Você não vai começar do zero! Toda a sua bagagem de vida, inclusive familiar, representa a sua carreira.