Pare de menosprezar você e sua vida!

Nada de extremo é bom! Estamos cansados de saber disso. Como exemplo, tomemos o excesso de autoconfiança, quando exageramos na dose dessa característica podemos estar desajustados nos tornando em alguns momentos pessoas arrogantes e nada empáticas.


O mesmo acontece quando começamos a não dar valor para nossas qualidades e para a vida do qual levamos. É fato, que nossa vida pode não estar como gostaríamos, mas não será potencializando nossos erros que iremos conseguir dar novas respostas.

Eu percebo que com as redes sociais, cada vez mais as pessoas estão propensas a desvalorizar aquilo que são e que tem. Parece que tudo do outro é melhor ou simplesmente o meu não vale quase nada. É uma crença coletiva, mas cada um pode desenvolver uma forma de agir, alguns podem sentir necessidade de autoafirmação que no fundo pode estar marcada por baixa autoestima e sentimentos desconhecidos que não são expressados. Outro comportamento pode ser desmotivação e/ou excesso de comparação com a vida do outro. A comparação é outro péssimo hábito que desenvolvemos ao longo da vida, ele pode vir das nossas próprias famílias que em sua santa inocência achava que nos comparando com irmãos/primos e/ou amigos mudaríamos instantaneamente;-(.


O que podemos aprender a adquirir com a vida e com o outro é a admiração, mas sem desvalorizar o que temos e somos, isso é saudável.


O meio precisa servir como inspiração. Existem pessoas que sentem dificuldade em se relacionarem com pessoas de sucesso, não sempre por inveja, embora esse sentimento possa estar presente nesse fenômeno de desvalorizar a si próprio e hipervalorizar o outro, mas porque tamanha conquista alheia pode causar mal-estar mesmo.

O primeiro passo para sair desse ciclo de vida onde você potencializa as coisas negativas da sua vida é começar a observar o que tem de bom. Tenho certeza que pode sair algumas gotinhas desse limão! Mesmo que existam mais coisas negativas, aprenda a potencializar as coisas positivas. Isso vale para características pessoais e profissionais também.


Simples assim? Sim!!

Inclua os aprendizados das situações e eventos “negativos”, eles acrescentam muito para a maturidade da sua personalidade.


Esse filme é uma grande lição de que: a vida pode ser bela!!!