Não é sobre perdoar o outro, é sobre perdoar a si mesmo!


Natural que você queira ser uma boa pessoa, mas isso não significa que nunca irá fazer coisas negativas. Cometer erros faz parte da condição de SER HUMANO.

Ninguém é perfeito, em algum momento já violamos nossos princípios e padrões. Se acreditarmos que o que fizemos significa que somos maus, o sentimento que perdura é o de culpa e/ou vergonha. O fato é que essas “violações” não significam necessariamente que somos maus. Em alguns momentos, nossas ações podem estar relacionadas com alguma situação ou fase específica de nossas vidas.

Sendo assim, perdoar não significa aceitar, excluir ou negar o que aconteceu, perdoar significa encontrar uma forma de compreender nossas ações por uma perspectiva diferente.